Onde comer no México: os melhores restaurantes

Se tem uma coisa que gosto é comer. E juntar viagem com restaurantes é uma Santa combinação deliciosa!!

Agora, poder juntar viagem, restaurantes e cardápios com frutos do mar... Mermão, é muito muito bom. Tipo perfeito!

Essa foi a minha experiência gastronômica no México! Um resumo:

  • Não, nem todos os pratos são apimentados.

  • O serviço nos restaurantes dos mais simples aos mais sofisticados são otimos.

  • Melhor custo malefício: comida da boa, com preço justo e quilinhos a mais (nem tudo é perfeito, não é mesmo?)

 

Vou listar minhas experiências e opinião dos restaurantes que frenquentei, para você ter uma ideia e depois me falar o que achou:

ContraMar  

O restaurante fica perto da Praça com as letras Cidade do México, e dependendo do horário que você for tem uma fila de espera, esperamos 30 minutos. Apesar de grande a fila, anda rápido! O restaurante é grande, a equipe rápida e atenciosa e o mais fantástico: eles montam e desmontam as mesas no salão para atender o número de pessoas. Tudo muito rápido, eficiente! Um case de marketing de serviço, na minha opinião.

Tuna Tartar - um dos pratos saborosos do restaurante ContraMar

Tuna Tartar - um dos pratos saborosos do restaurante ContraMar

Mas vamos falar da comida: Ceviche e Tuna Tartar no Contramar acompanhados de uma tequila Don Julio Reposado foi a combinação perfeita. Também pedimos Mescal e cerveja. Todo o cardápio é tentador e vale cada garfada e mordida.

Site: http://www.contramar.com.mx

 

PUJOL    

Para uma experiência mais sofisticada e única esse restaurante é perfeito. Com apenas 20 mesas, é necessário a reserva com antecedência para garantir o lugar. 

Uma explosão de sabores e dos sentidos muito além do paladar.  A fragrância, a montagem dos pratos tudo é feito com muito cuidado e carinho.

O Menu é oferecido com 6 cursos, que são escolhidos no início e apresentados na mesa de acordo com seu ritmo. Terminando um prato, chega outro!

Considerados um dos melhores restaurantes do país e do mundo, o valor foi bem acima do que geralmente frequentamos, mas mesmo assim foi em conta: duas pessoas, uma garrafa de vinho por 190 dinheiros de dólar.

Entrada no restaurante Pujol

Entrada no restaurante Pujol

Foi aqui o local escolhido pelo meu marido para comemorarmos o meu aniversário. Foi incrível!

Site: https://www.pujol.com.mx

Foto 1: o menu dentro do envelope selado | Foto 2: Entrada | Foto 3: Celebrando meu ano novo com vela e tudo mais! | Foto 4: Sobremesa (já não cabia mais nada, mas era tão gostoso que arrumei um espaço!)

 

Dolce Pátria 

Localizado no mesmo bairro do hotel que ficamos hospedados, fomos andando para evitar o trânsito que é uma loucura na Cidade do México. 

Eles possuem um menu especial de drinks variados. Que vale degustar. Provei dois: um com tequila e um outro com vodka. Não lembro o nome agora mas foi uma delicia! 

Os pratos foram uma delicia também. Acabei dividindo uma garfada e outra com o meu marido. Ele pediu Pato e eu um Bife generoso que estava com saudade.

Nosso jantar foi com um casal de amigos e muito agradável.  

Site: http://www.dulcepatriamexico.com

 

Villa Rosa 

Se vc quer uma experiência completa de restaurante mexicano, você está no lugar certo! 

Além de um menu tradicional, decoração mexicana que te remete a uma vila do interior, há uma banda ao vivo que circula em todo o salão cantando músicas típicas ou algum pedido especial.

Pedimos o tradicional Guacamole, Tacos e Carnitas. Que deliciaaaa! O mais legal, eles preparam as tortillas (o "pão" redondo do taco) no próprio restaurante. E para intolerantes ao glúten não há problema pois eles usam farinha de milho! 

Chegamos no horário perfeito, antes da fila se formar. Isso porque o restaurante além de ponto turístico é tambem point para Happy Hour, ou Hora Feliz no México.

 

 

Essas foram as comidinhas que amamos e queremos compartilhar! 

E aí, vc conhece ou já foi em algum? Tem algum outro para indicar? Me conta!! 

PS.: Desculpem pelas fotos! Foram tiradas com um Iphone 5... acho que vou ter que voltar lá para poder registrar tudo com a minha câmera nova, né?

O que fazer na Cidade do México: Guia da primeira vez na cidade

Se tem um país que me surpreendeu esse foi o México! Que cultura incrível, gastronomia fantástica, povo feliz e atrações para todos os públicos.

Eu pesquisei em alguns sites de viagem e recebi dicas de pessoas que já haviam visitado e morado. Então foi a combinação perfeita para fazer meu roteiro!

 

 TripAdvisor

Eu uso o aplicativo como referencia quando viajo. E foi através dele que comprei um pacote de Tour, por 1 dia inteiro! Das 8 horas da manhã até 8 da noite. E vou contar o que fiz! O Tour foi bilíngue (inglês e espanhol), e funcionou bem para mim.

Cidade Antiga 

No coração da Cidade do México fica as ruínas maias ainda preservada. Pessoalmente um ponto forte e marcante da minha viagem. O local do cenário de movimentos históricos, desde a invasão dos Espanhóis até a idade moderna com a chacina de jovens. 

 

Basilica 

Um local de fé. É possível visitar a primeira igreja que permitia os nativos, ver a antiga basilica com sua fachada inclinada cada vez mais pelo solo que não sustenta a estrutura. De acordo com engenheiros, anualmente a construção inclina 5 cm.  

Um grande espaço para receber multidões. Na foto dá para ver a inclinação da antiga Basílica

Um grande espaço para receber multidões. Na foto dá para ver a inclinação da antiga Basílica

A nova basilica foi construída para o povo e peregrinos. Tem o design arredondado e com portas abertas ao seu redor. Apenas uma parte não tem porta, é onde fica o Altar e a imagem da Nossa Senhora de Guadalupe, que arrasta multidões. Para ver a imagem (na verdade um quadro) há uma esteira rolante, de forma que não fique aglomerado o número de pessoas.  

O local é imenso! Enorme!  

 

Teotihuacan

Um cenário fascinante. Uma cidade em ruínas e histórica. Não se sabe como foi feita a construção das pirâmides e como o povo foi extinto. Ao redor da cidade, não há árvores o que disposta a alternativa que foram usadas para a construção da cidade, mas que com isso foi quebrado o ecossistema.

Piramide da Lua, Pirâmide do Sol, pedra sobre pedra que conta a história de um povoado extinto. E uma curiosidade: o arqueólogo responsável pela limpeza das pirâmides que foram tomadas pela vegetação, não era ARQUEÓLOGO! (Chupa essa manga!). Descobriram isso depois de um tempo.

No topo da pirâmide da Lua

No topo da pirâmide da Lua

 

Vale a pena respirar fundo e pegar o fôlego para subir as pirâmides! Além de fotos incríveis e uma vista panorâmica da cidade, há toda Áurea mística do local. 

 

Coperativa Local 

Terminamos o Tour conhecendo uma cooperativa de artezões que além de joias e tecidos, também nos ensinou o processo de fabricaçao da Tequila. Nessa vila, havia uma lojinha (com produtos caros), um restaurante (também com o cardápio e preços turísticos).

 

  

Casa e Museu Frida Kahlo

Possivelmente você já ouviu falar na artista! E é aqui a casa que ela nasceu, cresceu, casou, viveu! 

A casa fica no distrito de Coyoacán. Fomos de Uber. Além de conhecer um pouco mais da vida dela, é possível notar muito de suas preferências ideológicas e políticas em cada cômodo da casa. O ambiente é envolvente! 

Casa e Jardim da Frida: cores vibrantes e história da artista

Casa e Jardim da Frida: cores vibrantes e história da artista

A atmosfera da casa remete exatamente o que era a Frida. Cada cômodo da casa tem uma marca da artista, com cores vibrantes e detalhes da decoração. O jardim é um charme e aos fundos funciona um "mostruário" com roupas usadas pela Frida, e conta toda a sua história desde criança até seus últimos dias. Para quem é fã da artista e de arte vale a visita.

Mas uma dica: aos sábados a fila para a compra do ingresso é grande. Então é melhor garantir pela internet.

Museus

O Museu de Antropologia, além de compartilhar a história do país também tem uma arquitetura com uma fonte incrível. O Museu é grande e vale a visita. Reserve  metade de um dia para conhecer. Dependendo do dia da semana você pode pegar a visitação guiada (em inglês ou espanhol), que dura 1h aproximadamente. É uma forma de conhecer um pouco mais sobre o Museu, em detalhes. Mas é claro que em com apenas uma hora não é possível conhecerntodo o Museu. O Tour guiado vai te dar um bizú (um resumo) de uma parte. Mas vale. Interessante também que todo Museu tem acesso para cadeirantes, com rampas e elevadores.

Entrada do Museu

Entrada do Museu

O Museu Contemporâneo fica próximo ao Museu de Antropologia, só passar por uma praça com vários artistas, barraquinhas e jardim. As exposições são sazonais e lindas!

Fachada do museu contemporâneo da Cidade do México

Fachada do museu contemporâneo da Cidade do México

 

 O Museu Popular, fica no centro da cidade e tem entrada franca aos sábados. Foi bem interessante esse passeio! Com várias peças de artistas, com papel marché, madeiras foi bem bacana!

 

Muitas peças religiosas no museu

Muitas peças religiosas no museu

 

Quando viajo eu gosto de sentir o lugar. Ter contato com locais, andar pelas ruas, testar restaurantes que o Yelp indica. Se estou pela primeira vez, eu faço tudo que manda o figurino turístico, com tours, museus, restaurantes. Acho tudo válido e se transforma em experiências únicas.

Espero que tenha gostado das minhas dicas =)

Beijos, tchau!

Ah: PS.: Fotos tiradas do meu Iphone 5.