10 DICAS DO QUE FAZER NO RIO EM JUNHO

Esse post vou dar 10 dicas do que fazer no Rio de Janeiro em junho! Para quem me acompanhou no insta nesses últimos dias, sabe que passei 19 dias na Cidade Maravilhosa! Comprei os tickets quase que no dia de embarcar para poder comemorar o aniversário de 90 anos da minha avó e aproveitei para festejar também com meu irmão e mãe que faziam aniversário na mesma época!

Além de curtir a família, também aproveitei tudo que essa cidade pode oferecer! Entre encontro com amigos e família, arrumei sempre um jeitinho de também curtir o meu Rio, fazer coisas que sempre tive o costume, mas também descobrir novas coisas!

Apesar de junho ser mais fresquinho por estar em transição do outono para o inverno, os dias foram lindos! Consegui ir a praia, fazer picnic, fazer caminhada… enfim, aproveitar o Rio de Janeiro e resolvi compartilhar com vocês um pouco da minha programação.

Estava com uma amiga do meu primo que é mineira e já tinha visitado a cidade antes, mas ficou no circuito turístico da Zona Sul. Mas aproveitei a oportunidade e fizemos um circuito mais voltado para a Zona Oeste, e ela adorou! Espero que você também goste!!



Piquenique na Lagoa Rodrigo de Freitas

Uma das coisas mais gostosas que fazia quando morava no Rio de Janeiro, era aproveitar o que a cidade tinha para oferecer de melhor! Uma delas era curtir a Lagoa, em qualquer hora do dia.

A vista é privilegiada para alguns dos pontos turísticos da cidade como Cristo Redentor, Morro Dois Irmãos. Se você está visitando a cidade com criança é um ótimo lugar para levar os pequenos, pois há parques e também durante o fim de semana estrutura de brinquedos como pula pula.

Infelizmente a Lagoa não tem a estrutura de banheiro público, mas você pode driblar isso curtindo um pouco dos restaurantes que tem ao redor. Um deles que eu gosto pela decoração, gastronomia e drinks diferentes é o Palaphitas! Super indico a experiência,tanto de tarde quanto de noite! Uma delícia!

Andar de Bike

As laranjinhas ampliaram mais as estações e agora tem disponível em mais pontos da cidade, em especial pela Zona Sul, só baixar o aplicativo preencher os dados e curtir!

Você pode fazer o seu próprio roteiro e curtir a orla da praia, a Lagoa Rodrigo de Freitas, ou mesmo ir para uma região do Jardim Botânico… ou até mesmo mais afastado como o Grumari!

Vi umas meninas fazendo isso dessa vez e adorei!

Ouvi de uma amiga hoje falando que quando ela está andando de bike se sente livre! E é essa a sensasão que sentimos com o vento batendo no nosso rosto… sem contar que estamos exercitando!


Passear pela Orla

A Orla do Rio de Janeiro é uma das mais extensas e lindas que já percorri! Eu sempre olho e um sorriso vem no meu rosto acompanhado com fotos! Sempre tiro fotos… Mas se você acha que eu estou falando da orla do Aterro do Flamengo até a Barra você está enganado!!

A Orla do Rio é lá do Grumari, na pontinha final atéeee lá perto do MAM coladinho com o aeroporto Santos Dumont. São cenários completamente diferentes, no Grumari por exemplo, tem a serra aquele paredão verde lindo e coberto de árvores, que vai se transformando em uma vegetação mais baixa passando pelo Recreio, Reserva e vai dando lugar aos prédios da Barra, Zona Sul e Centro.

Gosto dessa presença da natureza, no meio de uma cidade. Me faz sentir que somos parte do todo, do sistema mesmo. E passear pela orla de uma direção ou de outra é uma delícia, parar para tomar uma água de coco, comer um queijo, ou mesmo escolher um ponto e curtir durante o dia… ahhh não tem coisa melhor!

Praia do Secreto

Descobri a Praia do Secreto nessa última viagem. Logo que postei no Insta sobre esse lugar, choveu curiosidade para saber a localização correta! Então não podeia deixa r colocar aqui na lista das 10 coisas para fazer no Rio! Como o próprio nome diz a praia é "secreta" e fica escondida entre o paredão de pedra e a Prainha.

À caminho do Grumari, passando a praia da Macumba, fique atento a uma cerca e porteira no seu lado direito. A Praia do Secreto fica antes da Prainha, famosa por ser um destino de surfistas. Estacione o carro e atravesse a pista (cuidado pois a via é de mão dupla). Há uma marcação no chão com a trilha, uma você chega perto de um paredão de pedra com a vista linda para o Recreio, Barra… é lindo demais!

Você pode descer a esse paredão de pedra (descendo de bumbum, como meu amigo indicou), até chegar `a uma verdadeira piscina natural. Cuidado com a condição do mar e a maré alta.


Almoçar em Barra de Guaratiba

Se ainda você estiver seguindo esse roteiro, uma dica que eu dou é almoçar em Barra de Guaratiba! Os restaurantes ficam na região de mangue, e dependendo do horário que você vá, conseguirá ver a água chegar ou partir!

Os restaurantes são na sua maioria de frutos do mar, com moqueca, pastel, bolinhos, pirão… uma delícia. Um restaurante que gosto bastante é o Tropicana. Mas tem outros que fizeram fama na região como o Tia Penha, Tia Palmira, Bira e o restaurante Visual.

Eu adoro! E sempre que vou faço questão de bater meu cartão na região.


Fazer SUP na Marambaia

A Restinga da Marambaia é famosa pela música de Tom Jobim, mas nem todo mundo pode entrar. Isso porque a área faz parte do Exército Brasileiro. Mas, há uma forma de você curtir o visual lindo!

Ainda em Barra de Guaratiba há bares, como o Clubinho Bar que proporciona atividades locais com SUP, canoagem, petiscos e uma cervejinha gelada! Além disso, também é oferecida uma programação de festas e música ao vivo. Para saber mais, dá uma conferida no Instagram deles!

É um ótimo lugar para curtir o por do sol! Cada dia um espetáculo diferente! Vale ir conhecer!



Sítio Burle Max

Já que estamos explorando a região de Barra de Guaratiba, que tal conhecer também o sítio de um brasileiro conhecido internacionalmente e referência em Paisagismo?! Burle Max, na verdade era muito mais: pintos, ecologista, naturalista, músico um verdadeiro artista e escolheu a região para seu sítio, onde cultivava espécies tropicais da região e também de todo o Brasil!

O local também é um cenário lindo para fazer uma sessão pré casamento ou de grávidas! É lindo e cheio de histórias da região e do nosso Brasil!



Subir a Pedra do Telégrafo

Se você gosta de um pouco mais de atividade ou mesmo de aventura a trilha da Praia do Telégrafo é um destino que você precisa conhecer!

Ainda na região de Barra de Guaratiba, a Pedra do Telégrafo fica aproximadamente 1 hora de carro. Mas você pode ir de Uber ou táxi também. Mas o carro só vai até uma determinada parte. Depois disso é subir de pé dois! Caso queria ir de Bus, pegue no Terminal Alvorada na Barra da Tijuca o BRT com destino à estação do Mato Alto (Expresso) ou na estação CTEx (parador), depois siga para a pista com destino à Barra de Guaratiba para pegar o ônibus local 867.

Após chegar no centrinho de Barra de Guaratiba, visualize a Igrejinha Amarela, e suba pela escadinha atrás e agora é andar! Siga as marcações de pegadas amarelas e é isso aí! Se precisar de mais informações pode perguntar porque os moradores são receptivos e indicam o caminho para você.

A trilha é sinalizada e de nível moderado. Evite ir para a região caso tenha possibilidade de chuva ou se choveu nos dias anteriores. O caminho é lindo e digno de lindas vistas! Em época de alta temporada, feriados ou fim de semana, planeje de iniciar a subida bem cedo (às 7hs da manhã) , isso porque o número de turistas que vão fazer a trilha é grande e você pode pegar uma fila para poder tirar foto no ponto principal da atração: A PEDRA!

Aproveite para registrar esse momento, e caso tenha esquecido a sua câmera, às vezes tem um fotógrafo de plantão que fotografa por 10 dinheiros de reais por foto.


Festa Junina

Cláaaaro que não poderia deixar de falar da festa tradicional do meio do ano do Brasil,  Festa Junina! Ainda há muitos lugares com festinhas abertas e com as comidas e músicas típicas.

O Cittá América, shopping na Barra da Tijuca tem a festinha. Quem aí não gosta de uma barraquinha de prenda, maçã do amor e um forró?

Sem contar que o Centro de Tradição Nordestina, a Feira de São Cristóvão bomba nessa época do ano! Comida deliciosa, artesanato é uma verdadeira imersão `a cultura do nordeste Brasileiro! Vale ir para almoço ou mesmo jantar! I interessante da arquitetura é que o Pavilhão tem o formato do chapéu do nordestino! Enfim é muito boa essa experiência!




Restaurantes

Quero dar mais duas dicas de restaurantes, na verdade três! Dois são na Barra da Tijuca, o Primeiro é o restaurante de culinária japonesa que fica no shopping Rio Design Barra, o Gurumê. Eu não sou muito fã de comer em shopping mas confesso que gostei bastante da experiência de comer no Gurumê. A comida estava super fresca e saborosa, e fui um lugar muito tranquilo para rever amigos!

A segunda opção é o badalado Paris 6. O restaurante que tem o menu de pratos com nome de celebridade fica na região da Barra conhecida como Barrinha (próximo à Olegário Maciel). O Menu é super extenso, e confesso que não foi fácil escolher! Então eu fui de Picadinho Wolf Maia, que chamei de Manu no Mundo hehehe, mas o nhoque também é muito gostoso, o espaguete, o risoto, o crepe… enfim tudo divino!




Agora eu vou fechar esse tópico com uma especiaria de Campo Grande: A Sardinha frita da Divina! É uma casa simples, verde na Rua Campo Formoso 474. O restaurante é familiar com a melhor sardinha frita e saladinha de tomate com cebola do mundo! É papo de sempre ir e comer essa gostosura! Fora a sardinha, a Dona Divina ainda oferece aipim frito e também cervejinha bem gelada! É de comer e repetir e repetir… só de escrever já me deu vontade de novo!



Bom essas foram as minhas sugestões de 10 dicas do que fazer no Rio de Janeiro em junho!

Já quero voltar para poder viver essas e outras experiências!





Beijos e até a próxima viagem ou post!