Morar fora do Brasil: meu depoimento sincero

 Oi Gente!


Eu fui convidada pelo grupo Conexão Mulher Empreendedora (@conexaomulherempreendedora) para dar um depoimento no Instagram deles. O Conexão Mulher Empreendedora é um projeto de mulheres brasileiras que nasceu em Portugal e tem o objetivo de conectar mulheres do mundo todo: do polo norte ao polo sul, de todos os continentes e idades.


A ideia do convite era gravar um

vídeo de 2 minutos no máximo para o Instagram. Mostrar quem eu era, o que fazia e como tinha sido minha adaptação de sair do Rio de Janeiro e morar em Nova Iorque.


Relutei e adiei gravar o vídeo. Eu não podia só ficar no lado Poliana, onde tudo é maravilhoso. Eu precisava ser eu. Liguei o telefone para gravar e falei. E chorei. O resultado foi um vídeo de um pouco mais que 7 minutos de emoção que pude compartilhar as minhas emoções e um lado que quase ninguém conhecia. Minha adaptação não foi fácil. Eu senti muito tudo: saudade, frio, sozinha, falta... comida, cultura, pessoas, música... foi uma montanha russa de sentimentos e emoções todos os dias.


É muito interessante como tenho recebido muitas, muitas mensagens de apoio de pessoas que não conheciam esse meu lado, e de pessoas que se identificam. Então eu acho que demonstrar as suas fraquezas e o mais importante pedir ajuda é uma forma de conexão e é normal. No clichê “é ok, não se sentir bem”. Vc tem o direito de viver as emoções e você tem o direito de aprender com cada momento.


Sinto, do fundo do meu coração, muito grata hoje! Muito! Porque eu fui lá no fundo do poço e encontrei mulheres e homens que me ajudaram! Muitas pessoas me deram a mão. Mas uma pessoa foi fundamental para o resgate da Manu Mulher, no equilíbrio, resgate e reorganização. A Tatiana Barbosa uma brasileira que mora aqui em NY e em encontros semanais de sessão de coach foi me resgatando em muitos sentidos. Até mesmo no de sentir Gratidão. Porque no nosso primeiro encontro eu falei com ela: “eu não consigo sentir gratidão”. E hoje, como comecei esse parágrafo, eu me sinto muito grata!


Sei que muita coisa aconteceu e muitas pessoas fizeram parte desse processo! Mas olha, existe uma força muito grande dentro de nós! E só nos temos as rédeas da nossa vida! Foi de um momento completamente isolado e triste que eu fiz esse projeto 365 dias escrevendo motivos para ser grata e feliz. Foi daí que nasceu essa parte do Blog, depois de um banho quente de um dia de inverno.


Se você conhece alguém nessa situação ou se você é essa pessoa, olha: você não tá sozinha! Tenha coragem, se joga na vida, encontra seu caminho! Vai à igreja, meditação, encontro de meet up, roda de samba. Não se isola. Peça ajuda. Fique em

Movimento e encontre-se, faça conexão. Porque a vida é pra valer e tem uma só! E ó, tamu junto!


Esse não era um post programado, tô fazendo aqui no táxi a caminho do Aeroporto, mas acho importante compartilhar isso. Um beijo e até o próximo!

O meu vestido Branco

Eu não sei por onde começar.

Então vou começar pelo começo: meu vestido. O meu vestido só não foi o último item do meu casamento pois eu decidi no domingo anterior que teria véu. =)

Mas do que adianta ter um vestido lindo, se não é dos seus sonhos? Eu, comprei 3 vestidos : um lindo Boho e leve. Um segundo lindo, moderno, super na moda, elegante. MAS... esse MEU vestido não saia dos meus sonhos. E pela primeira vez, sonhei com meu vestido, e pela segunda vez e pela terceira vez. Depois de 5 dias sonhando, voltei na loja e troquei.

Era só um dia de uso, mas era O VESTIDO! O vestido chegou 4 dias antes da viagem ao Brasil. Mas é aí? E aí que precisava de um toque, "uma simples bainha". Eu pensei em cortar. Gente, pq não? É "só cortar aqui ó". Mas, segui as palavras sábias de Mamãe e a minha Escrevedora de Afetos me indicou uma Fada Madrinha! Silma Pontes (Atelier Silma Pontes). Que me atendeu cheia de carinho e afeto.

Mas não foi só isso, foi a Calma, foram as mãos dela que fizeram o meu vestido ser O VESTIDO.

Mas não foi só isso... "-Vamos colocar isso aqui, só para ver como fica." Ela colocou o véu em mim e eu me SENTI NOIVA NAQUELE INSTANTE.

Foram as mãos dela que me fizeram noiva.
Foram as mãos dela que trabalharam 4 dias antes do meu Dia Branco. Com Calma, alma, carinho.

Silma, muito obrigada pelo seu tempo. Muito obrigada pela sua benção e carinho! Foi uma honra ter tido VOCÊ como Fada Madrinha para fazer o meu vestido acontecer!

Muito obrigada!
Muito obrigada!