Isla Grande, Colômbia

Oi Gente!

Estou de volta para continuar a série de posts sobre a minha viagem pela Colômbia! Como eu falei no post anterior, nosso objetivo era relaxar e zerar o stress. Objetivo alcançado com sucesso! 

Optamos por dias literalmente desligados de tudo e só curtindo sombra e mar. Desconectamos de tudo, para nos reconectar (aiii que romântico!). Escolhemos a Isla Grande, uma das ilhas que forma o arquipélago de Isla de Rosário e a escolha foi baseada em: tranquilidade e pontos do cartão de crédito para garantir a hospedagem. 

 

- COMO CHEGAR:

O hotel que nos hospedamos oferecia transporte da Marina de Cartagena até a Isla Grande. Para chegar até a Marina, pegamos um taxi no nosso hotel Hyatt (na região de Bocagrande), no valor de 20.000 dinheiros de pesos. Chegando à Marina, passamos pelo portão de controle (que não é nada demais) e ficamos aguardando o horário de embarque. O espaço era na sobra, tinha um bar simples com água, alguns biscoitos para a venda e também havia um banheiro bem cuidado. 

O barco sai diariamente da Marina às 9 horas da manhã e retorna às 3 horas da tarde. O mesmo barco faz o trajeto tanto para hóspedes que vão permanecer na ilha, como também para pessoas que só vão passar o dia (ainda não sei muito detalhes sobre passar o dia, estou apurando para compartilhar com vocês).

No nosso caso, o valor do barco já estava incluído no valor da hospedagem (que foi de 22.000 dinheiros de Pesos Colombianos, ida e volta, por pessoa). Um barco novo, confortável, com coletes e bem cuidado. A travessia demora de 50 minutos até 1 hora. Eles fazem uma pequena parada, que dura no máximo 5 minutos, para falar sobre um Forte importante para a história da Cartagena. Foi a única vez que ouvi uma explicação turística em vários idiomas (inglês,francês, além do espanhol)!

Quanto mais o barco se afasta da costa, você vai notando a mudança na cor da água. De escura vai clareando, e dependendo da posição do sol, tem diferentes tons de azul. Muita boniteza para nossos olhos!

 Barco de partida para a Isla Grande: é possível ver a skyline de Cartagena

Barco de partida para a Isla Grande: é possível ver a skyline de Cartagena

 

Na chegada do hotel fomos recebidos com um suco e toalhas refrescantes. Fomos encaminhados para a recepção do Hotel fazer o check in, mas os quartos só foram liberados a partir das 2 horas da tarde. Então deixamos nossas malas na recepção e fomos aproveitar o dia de sol! 

 

- ONDE FICAR

Escolhemos o Hotel Don Pedro de Majagua, pois tinha uma boa classificação no Trip Advisor, mas também e mais importante: estava dentro do nosso orçamento para usar milhas do cartão de crédito.

O Hotel Don Pedro de Majagua tem uma estrutura enorme, um espaço grande mesmo. Mesmo as pessoas que vão só para passar o dia, podem fazer uso da estrutura (com excessão dos quartos). São duas praias, uma em cada ponta do hotel: uma com uma extensão de areia e a outra como uma piscina natural. Ambas com água clarinha, morna, cheia de peixinhos e até caranguejos.

 Muitas árvores e sombra em toda parte do hotel

Muitas árvores e sombra em toda parte do hotel

 Um dos nossos lugares favoritos: sentar no sofá, ouvir as ondas do mar e sentir a brisa

Um dos nossos lugares favoritos: sentar no sofá, ouvir as ondas do mar e sentir a brisa

 

Há também um SPA do hotel, com massagens. Fizemos uma sessão de massagem que durou uma hora. Há vários tipos de massagens e diferentes valores. Escolhemos a das costas, por 50 dinheiros de dólar.

 Enquanto você faz massagem, você ouve uma música relaxante, além das ondas do mar

Enquanto você faz massagem, você ouve uma música relaxante, além das ondas do mar

 

Os quartos na verdade são bangalôs espalhados pela propriedade, existem vários estilos e tamanhos. Cada bangalô tem o nome de um animal marinho, o nosso foi polvo. Quartos amplos com ar condicionado, frigobar, ventilador de teto. O banheiro era aberto para o quarto (não tem uma porta de divisão, é um biombo) e tinha produtos da L'occitane. O chuveiro tinha água muito fraquinha e a água demorava um pouco para esquentar. 

 Quanto aconchegante na nossa suíte Polvo =)

Quanto aconchegante na nossa suíte Polvo =)

 

O café da manhã era servido até às 9:30, e teve alguns dias que perdi porque afinal de contas eu estava de férias. Havia opções de frutas, omeletes e tradicionais da Colombia, que inclusive eu pedi um dia e é uma opção só de fritura e acabou deixando meu estômago pesado.

Já o almoço começa às 11 horas da manhã e vai até às 3 da tarde. Esse é o horário ideal até para as pessoas que vão passar apenas o dia. O cardápio oferece peixes, fritos do mar, ceviche, hambúrguer e massa. Eu adorei o ceviche de pescado e achei bem servido!

O jantar tem alguns itens do almoço, mas também tem novidades. Adoramos o Arroz Tai, não é picante, tem camarão e é bem servido! Também provamos o hambúrguer que é um tantão de carne.

Uma dica se você ficar uma noite lá no hotel, veja o por do sol no deck. Fizemos isso por alguns dias, apenas nos levamos. Depois tirei a canga da bolsa. Um momento de contemplação das cores, do sol dando até logo e do nosso abraço ali naquele calor da Colômbia. 

 Por do sol no deck do Hotel: delícia esse momento

Por do sol no deck do Hotel: delícia esse momento

 Em um estalo, as cores do céu vão brincando com os tons

Em um estalo, as cores do céu vão brincando com os tons

 

- O QUE FAZER

A ilha é bem tranquila. Você pode ficar lá só vivendo de sombra e água fresca, no caso água morna do mar. Mas você pode também fazer algumas atividades oferecidas pelo hotel, como fazer trilha de bike, stand up, caiaque, mergulho e outras atividades. Essas atividades são pagas à parte e cá para nós, achei que era um valor acima do mercado, vamos dizer um valor de ilha gurmetizado (Pá zuei!).

 Uma das praias do nosso hotel: sim, um pedacinho do paraíso =)

Uma das praias do nosso hotel: sim, um pedacinho do paraíso =)

 

Contratamos um barqueiro, na verdade era o pai e o filho no valor de 50.000 pesos para ida e volta até uma outra Ilha, a Bendita Beach. Foram 20 minutos no barco, com sombra e salva vidas. Pelo caminho passamos pelas ruínas da antiga casa do Pablo Escobar.

 As ruínas de uma das casas do Pablo Escobar

As ruínas de uma das casas do Pablo Escobar

 

Bendita Beach

Uma praia com areia banca e água mais cristalina ainda. A praia tem estrutura de cadeiras, espreguiçadeiras, há também guarda sol. Ficamos lá por algumas horas, tomamos uns drinks e comemos um peixe grande e bem servido com salada e arroz de coco. Pagamos em dinheiro, pois não aceitam cartão de crédito. Deixamos uma gorjeta, mas o garçon não entendeu e queria nos devolver o valor adicional, até explicarmos que era propina (em espanhol, gorjeta). 

Notamos muitos corais brancos (o que significa, sem vida) e também alguns lixos na praia. Já havia lido que não há um cuidado com o meio ambiente, e ver aquela cena me entristeceu por um minuto, mas depois eu fui juntando o lixo para jogar em uma lixeira. Fiz a minha parte.

 Silêncio, sereias descansando =) 

Silêncio, sereias descansando =) 

 

Eu fiquei naquela água, olhando para aquela imensidão, onde o oceano se misturava com o céu. Como é possível uma água tão cristalina que consigo ver meus pés! Andava mais até o pé não tocar no chão, mas mesmo lá no fundão eu conseguia ver o chão de conchas, e vai estar na minha memória sempre.

 Bendita Praia de águas e areia caras !

Bendita Praia de águas e areia caras !

 

Oceanário

É a atração #13, segundo o Trip Advisor em Cartagena e na verdade é, eu não sei explicar. Acho que é mais para crianças. Mas mesmo assim...

Não é um Aquário. Alguns animais ficam no mar, em uma espécie de tanques, mas em grades. Incluíndo golfinhos que ficam à disposição para fotos no caso do pagamento de 50.000 pesos colombianos. Confesso que a cena que eu vi me fez pensar: vendo os golfinhos pousando para fotos e depois recebendo peixinhos como pagamento pelo bom comportamento, um dos pássaros que estava esperando uma oportunidade, deu um rasante e pegou o peixe. Ficou na minha mente esse instante onde o pássaro livre tirava proveito da condição do golfinho preso.

 Golfinho no Oceanário de Isla de Rosário

Golfinho no Oceanário de Isla de Rosário

 

Os animais parecem ser bem cuidados. Os shows são guiados para que os turistas vejam os bichinhos sendo alimentados. E a cena dos pássaros roubando o alimento era comum. O funcionamento é das 11 horas da manhã até 3 horas da tarde, o valor 30.000 pesos colombianos. O barco que nos levou é do hotel e não foi cobrado translado. 

 Peixes sendo alimentados depois da explicação em espanhol.

Peixes sendo alimentados depois da explicação em espanhol.

 Essa foto retrata exatamente o que falei: peixes x aves .

Essa foto retrata exatamente o que falei: peixes x aves .

 Casa do artista plástico colombiano, Botero

Casa do artista plástico colombiano, Botero

 

- OUTRAS DICAS

Na região existem mais coisas, mais ilhas para poder visitar e indico um aliado para achar mais atrações que seja no seu perfil: o Trip Advisor (parece até propaganda, mas não é! eu realmente uso muito quando viajo!

Para mala, leve roupas leves e confortáveis. Nada de luxo ou salto alto. Havaianas, short, blusinhas, vestidos e saia. Não esqueça o repelente, protetor solar e labial. Um chapéu ou boné para a proteção extra do rosto também vale!

Nossa preocupação era: "Já passou o protetor solar?" ficamos desconectados por um tempo de telefones e internet. E por um dia quase não postei no meu Insta @manunomundoo porque eu simplesmente estava 100% conectada com o momento presente: aproveitando aquela natureza toda, a companhia do meu marido, lendo livro e contando quantos peixinhos me faziam cosquinha!

Levamos alguns petiscos (biscoitos e castanhas), também levamos algumas garrafas de água. E isso nos fez economizar um pouco, mas nada demais.

Os taxistas normais (os carros são aparelhos) não tem taxímetro. Então, cada corrida eles falam o valor. É melhor combinar o valor antes de entrar no carro. Quando fomos do hotel para a Marina, em um primeiro momento o valor era 18.000 dinheiros de pesos, mas depois mudou para 20.000 dinheiros de pesos.

 

 Caminho do Oceanário muitas ilhotas com aves

Caminho do Oceanário muitas ilhotas com aves